Novembro Azul – 3 ideias para sua empresa

novembro azul

A campanha Novembro Azul visa conscientizar os homens sobre a necessidade de cuidar da saúde – em especial do câncer de próstata, o mais comum após o de pele.

No Brasil, o principal foco é mesmo o câncer de próstata. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), um em cada seis homens possui a doença. Cerca de 69 mil casos são diagnosticados a cada ano. Mesmo assim, há uma grande resistência a consultas urológicas: apenas metade dos brasileiros em idade para fazer o exame (a partir dos 45 anos) já foi a um urologista. A prevenção é importante pois, quando diagnosticado cedo, o tumor desaparece em 95% dos casos.

Aproveite o mês para alertar os colaboradores da empresa e a comunidade para a necessidade de deixar o preconceito de lado e realizar os exames preventivos. Seguem algumas sugestões de mobilização que você pode promover ou estimular:

 

1) Palestra com Especialista

Se sua empresa já tem ONGs parceiras, que tal chamar um especialista para fazer uma palestra sobre o bem-estar dos homens nessas instituições? A SBU e o Instituto Lado a Lado possuem indicações. Outra alternativa é exibir vídeos educativos. Este, bem curto, traz uma explicação sobre o tema, assim como este, que conta com o ator Tiago Abravanel. Se os colaboradores estão espalhados em diferentes localidades, estimule-os a organizarem uma palestra em suas regiões.

Outra ideia é fugir um pouco do voluntariado para a sociedade e criar uma ação interna, voltada para os próprios colaboradores, convidando um especialista para palestrar na empresa. Afinal, para ajudar a comunidade todos precisam estar bem cuidados, não é mesmo? Esta pode até ser uma ação prévia à ação voluntária: depois de assistir a apresentação, os colaboradores organizam um momento semelhante nas instituições parcerias.

cartaz novembro azul

Cartaz do Instituto Lado a Lado pela campanha

 

2) Todos de bigode

O início da campanha é curioso: um grupo de amigos australianos, preocupados com a saúde de seus colegas, decidiu deixar o bigode crescer por um mês – novembro de 2003. O dinheiro que economizariam com lâminas de barbear e outros produtos seria doado a alguma entidade de ajuda à saúde masculina. Como eram poucos, claro, não arrecadaram muito. Mas o bigode chamou a atenção de mais gente e no ano seguinte a campanha cresceu e hoje é mundial – desde o início, mais de 480 milhões de euros já foram arrecadados nos cinco continentes.

Então, voltar à origem da campanha é uma boa forma de chamar atenção para a iniciativa. Lance aos homens da empresa a ideia de não rasparem o bigode ao longo de novembro. O novo visual certamente provocará perguntas, cuja resposta deve ser “já cuidou de sua saúde e procurou um médico?”.

A página da campanha Novembro Azul possui panfletos explicativos sobre o câncer de próstata. Use esse material para informar.

 

3) Arrecadação de chapéus

Sabemos que a quimuiterapia causa queda de cabelo. Embora nas mulheres este efeito tenha um impacto muito mais forte em sua autoimagem, alguns homens também têm sua autoestima afetada pela perda da cabeleira. Então, vale a pena mobilizar uma campanha que os ajude a superar o problema de maneira estilosa, com acessórios bacanas para a cabeça. Chapéus, bonés, boinas, bandanas… é hora de lançar moda!

 

(Visited 14.432 times, 1 visits today)

Natalia Kelbert

Publicitária e especialista em Responsabilidade Social Corporativa. Atualmente é editora do blog Voluntariado Empresarial e diretora de novos negócios na V2V, além de membro-organizadora do Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial.

More Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.